A fotografia engajada de Tina Modotti

Atualizado: 4 de Ago de 2020

Texto: Carolina Engler.

14 de abril de 2020.


Sempre enfatizo para os alunos do curso de fotografia aqui no Ateliê Cromo em Campinas / SP a necessidade de se criar um repertório visual e conhecer os grandes mestres da fotografia, para hoje teremos Tina Modotti!

retrato de mulher com as mãos no rosto à esquerda e à direita a mesma mulher posa olhando para baixo

Nascia em 16 de agosto de 1896, em uma família operária de Udine na Itália, Assunta Adelaide Luigia Modotti Mondini, Tina Modotti.


Aos 16 anos migra para os EUA, onde se engaja com os movimentos sociais. Começa a estudar fotografia com Eduard Weston, importante fotógrafo estadunidense, e os dois emigram para o México onde abrem um estúdio de retratos. O México no início do século XX é um importante polo artístico e intelectual de esquerda, de forma que Tina Modotti pode usar sua fotografia como ferramenta de luta por uma sociedade mais igualitária. Pelo seu estúdio passam artistas, intelectuais e líderes sociais; seu trabalho de rua retrata o estilo de vida tradicional da população mexicana de forma poética, potente e formalmente muito bem estruturado.


Confira abaixo algumas imagens da artista:


operários leem jornal


Frida Kahlo pelas lentes de Tina Modotti

Retrato da pintora Frida Kahlo e de Trotsky


Mulheres mexicanas tecem num tear tradicional


operários saem do trabalho vistos de costa

Eduard Weston pelas lentes de Tina Modotti

Retrato do fotógrafo Edward Weston feito por Tina Modotti


Minha imagem preferida de Tina Modotti

Ativista mexicana de perfil carregando bandeira