Para ver a cidade

Projeto vencedor do edital do FICC - Fundo de investimento em Cultura de Campinas no ano de 2010 - Juliana Engler e Carolina Engler.

VerAcidade

Desdobrar a Cidade

Juliana Engler e Carolina Engler

 

O presente ensaio nasce da antiga admiração da artista  Juliana Engler pela obra do escultor  Amilcar de Castro (MG, 1920-2002) e de um desdobrar de projetos anteriores de ambas, onde a cidade aparece como protagonista, porém esvaziada de seus habitantes.

Aqui, em novo ponto de vista, as pessoas marcam sua presença, pois uma cidade não se faz sem seus habitantes: todos iguais em seu anonimato, mas ao mesmo tempo únicos em suas escolhas e preferências.

As artistas Juliana Engler e Carolina Engler usaram como objetos de olhar, além das lentes fotográficas, estruturas concretas de grande formato, compostas de cortes e dobras,  que invadiram o espaço urbano, como grandes visores.

Tais estruturas foram previamente recobertas com retratos de campineiros de nascimento ou coração. Retratos que nascem como fotos de identidade, todos iguais em posição e iluminação;  que  através do corte, da dobra e de sua instalação na cidade, criam fragmentações e distorções em suas faces: frestas que nos deixam entrever a cidade.

Esse diálogo resultou numa inversão de escala entre o indivíduo e o espaço urbano, talvez para sugerir que a cidade é o que fazemos dela, envolvida pelas formas e recortes dos retratos.

Os planos  se fundem de tal maneira que ocultam o processo e remetem à ideia de colagem, que de certa forma o é: a colagem da poética dessas duas artistas: Juliana Engler - cuja reflexão sempre esteve às voltas com o corpo, a fragmentação e a pesquisa de suporte e Carolina Engler - sempre mais interessada no espaço que esse corpo ocupa, na cidade com toda sua complexidade.

Esta nova visão sobre a cidade não fala mais somente de memória... É a cidade do presente, dos lugares comuns, com as pessoas comuns e ao mesmo tempo tão especiais pelo lugar afetivo que ocupam.

 

 

                                                                              Ana Helena Grimaldi