O que se preocupar quando o assunto é natureza

Atualizado: 30 de Set de 2020

Texto: Carolina Engler.

20/08/2020.


Fotografia: Júlia Murtinho, aluno do Ateliê Cromo



Minha preocupação aqui no blog - assim como nos curso de fotografia que ministro no Ateliê Cromo em Campinas, SP - toda vez que vou falar sobre algum assunto é nunca me restringir às questões. Isso porque qualquer um pode pesquisar no Google "qual o tipo de lente ideal para se fotografar natureza", mas existem questões não tão objetivas que fazem muita diferença no resultado final da nossa produção mas que só adquirimos consciência com a experiência e é esse tipo de informação que quero abordar e, claro, a partir da minha própria experiência.


Então vamos lá! A primeira coisa que é necessário é pesquisar sobre o lugar no qual você pretende ir fotografar e levantar o maior número possível de informações. Este cuidado vai evitar surpresas desagradáveis como descobrir que precisava de autorização para fotografar num determinado local ou encontrá-lo fechado para manutenção. Como também vai permitir que se escolha o equipamento ideal para se levar e evitar de carregar peso desnecessário.


Fotografia: Maria Beatriz Toledo, aluno do Ateliê Cromo



Outra questão muito importante é a limpeza do equipamento. Tenho um vídeo no nosso canal do youtube sobre o assunto e vou deixar o link aqui para vocês consultarem. Contudo, neste momento quero ressaltar a importância da manutenção da limpeza ao longo do passeio. Situação rural ou de natureza costuma ter muita poeira e/ ou maresia e por isso devemos checar ao longo do dia se é necessário limpar novamente o equipamento, não basta limpar antes de começar a fotografar e esquecer o assunto.


Além disso, é necessário estar atento a iluminação. Tanto a posição do sol em relação ao cenário que deseja fotografar como a característica da iluminação que varia muito tanto ao longo do dia como dependendo da estação do ano. Também abordo especificamente a questão da iluminação natural ao longo do dia num outro vídeo e deixo o link aqui para complementar a conversa.


Já no que diz respeito a equipamento e configuração de câmera é necessário observar que para fotografar animais o mais comum é precisarmos de uma teleobjetiva e para fotografar paisagens uma grande angular. Atenção que usei a expressão "mais comum", pois existem situações nas quais é possível fotografar animal sem teleobjetiva como nessa imagem do Araquém Alcântara.


Fotografia de Araquém Alcântara mostra biguá com asas abertas sobre tronco de árvore.

Como também existem paisagens que foram feitas com teleobjetiva como no caso da imagem abaixo do grande Ansel Adams.


Fotografia de Ansel Adams mostra uma paisagem em preto e branco de um parque nacional nos EUA

Por último, é necessário também estar atento às possibilidades de uso da profundidade de campo. Sendo que normalmente optamos por uma grande profundidade de campo quando fotografamos paisagem e pouca profundidade de campo quando o assunto são os animais ou flores.

Aproveitem as dicas, um abraço e até o próximo post!


Carolina Engler


29 visualizações0 comentário